Sábado, 9 de Junho de 2007

Resíduos

O que são resíduos?

 

Resíduos são materiais ou restos de materiais cujo proprietário ou produtor não mais considera com valor suficiente para conservá-los. Alguns tipos de resíduos são considerados altamente perigosos e requerem cuidados especiais quanto à coleta, transporte e destinação final, pois apresentam substancial periculosidade, ou potencial, à saúde humana e aos organismos vivos. Podemos clasiificar os resíduos, atendendo á origem, em resíduos industriais, perigosos e sólidos urbanos (RSU).

 

Resíduos Industriais

 

Os Resíduos Industriais são todos aqueles que são gerados em actividades ou processos industriais, como por exemplo, os pneus, sucata, etc.

 Resíduos Industriais.

 

Resíduos Perigosos

 

Resíduos perigosos todas as substâncias ou objectos dos quais o seu detentor se pretenda desfazer, ou tenha a obrigação legal de se desfazer e que contenham alguma ou algumas substâncias ou produtos perigosos ou que estejam contaminados, em concentrações que representem um risco para a saúde humana ou para o ambiente.

Resíduos Perigosos. Os materias utilizados nos hospitais podem estra contaminados com resíduos, que podem causar sérios problemas na saúde pública.

 

Resíduos Sólidos urbanos (RSU)

 

Os Resíduos Sólidos Urbanos, abreviadamente RSU, são todos os resíduos que forem domésticos, provenientes de um único estabelecimento comercial, escritório ou similar ou de um único estabelecimento industrial, desde que a sua produção não exceda 2000 litros, outros resíduos que, pela sua natureza e composição, sejam semelhantes aos resíduos domésticos.

 Tipos de resíduos provenientes das sociedades de consumo (RSU)

 

Lixeiras

As lixeiras consistem em depósitos não controlados de lixo.

Nestes depósitos de lixo, além de não haver vedações, os resíduos não são cobertos e não há controlo de excessos, permitindo assim, a descarga clandestina de resíduos perigosos; não existem impermeabilizações, nem tratamento de águas contaminadas (água lixiviantes), produzidas durante a biodegradação dos resíduos orgânicos. As lixeiras provocam, ainda, libertação de gases para a atmosfera, os quais contribuem para o efeito de estufa ou, no caso de ficarem retidos, podem ocasionar incêndios.

Por tudo isto, as lixeiras provocam a contaminação dos solos, dos rios e das águas subterrâneas, a libertação de fumos e de odores desagradáveis e, até, a proliferação de roedores. Desta forma, contituem um risco para a saúde pública e para a degradação da paisagem e da Natureza.

Lixeiras

 

Aterro Sanitário

 

Um aterro sanitário é uma instalação de eliminação utilizada para a deposição controlada de resíduos, de forma a garantir um destino final adequado. Como tal, tem que funcionar de acordo com as regras técnico-ambientais adequadas, para que seja assegurado o fim para o qual foi projectado.

 Aterro Sanitário

 

Assim, o controlo da entrada dos resíduos, a organização das células de deposição, bem como as operações a realizar diariamente, são de extrema importância.

 

A grande maioria dos resíduos que chegam ao aterro sanitário e que serão alvo de deposição, são os provenientes da recolha indiferenciada.

 

A recepção dos resíduos inicia-se com a entrada da viatura de transporte de resíduos no aterro sanitário e a paragem na báscula, onde é efectuada a primeira pesagem.

Depois de controlada a sua entrada e efectuada a pesagem, a viatura desloca-se até à zona de deposição, avança até à frente de trabalho, procedendo à descarga dos resíduos. De seguida a viatura passa pela unidade de lavagem dos rodados e é novamente pesada para a obtenção da tara, de forma a ficar registado o peso líquido.

O método de deposição de resíduos no Aterro Sanitário adoptado passa pelas boas práticas de gestão e manuseamento dos resíduos no local de deposição, de modo a minimizar a ocorrência de odores e poeiras na vizinhança.

Assim, logo após a descarga dos resíduos, procede-se ao seu espalhamento, compactação e cobertura com terras, de acordo com as normas a seguir indicadas:

• A descarga dos resíduos pelas viaturas de transporte é efectuada o mais perto possível da célula em exploração;

• Depois de descarregados, os resíduos são espalhados por uma pá carregadora de rastos, que os dispõe em camadas com cerca de 1 metro de altura, sendo posteriormente compactados por um pé de carneiro de 24 toneladas, formando “mini-camadas” com cerca de 20 cm.

• No final de cada dia, os resíduos depositados são cobertos com cerca de 5 a 6 cm de terra.

• No final da semana ou depois de esgotada a capacidade de cada célula, é feita uma cobertura com cerca de 15 a 20 cm de terra, com vista ao seu encerramento.

 Os resíduos de embalagens recolhidos selectivamente nos ecopontos (papelão, embalão) são transportados para o Centor de Triagem, onde se procede à sua separação por tipos de materiais e posteriormente ao seu encaminhamento para as indústrias de reciclagem.

Incineração

 

A incineração é a queima do lixo em aparelhos e usinas especiais. Apresenta a vantagem de reduzir bastante o volume de resíduos. Além disso, destrói os microrganismos que causam doenças, contidos principalmente no lixo hospitalar e industrial.Depois da queima, resta um material que pode ser encaminhado para aterros sanitários ou mesmo reciclado.Certos resíduos, no entanto, liberam gases tóxicos aos serem queimados. Nesses casos, para evitar a poluição do ar, é necessário instalar filtros e equipamentos especiais – o que torna o processo mais caro.

 

 Incineração

 

 

Compostagem

Conjunto de técnicas aplicado para controlar a decomposição de materiais orgânicos, com a finalidade de obter, no menor tempo possível, um material estável, rico em húmus e nutrientes minerais; com atributos físicos, químicos e biológicos superiores (sob o aspecto agronômico) àqueles encontrados na(s) matéria(s) prima(s).

O que é uma ETAR?

Uma Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) é certamente o destino mais adequado à promoção da saúde pública e à preservação dos recursos hídricos, de modo a evitar a sua contaminação. Assim, as ETAR têm como objectivo o tratamento final das águas residuais produzidas pelas populações, permitindo uma possível reutilização destas, através de um processo longo e faseado.

O tratamento da água inclui processos físico, químicos e biológicos, de forma a ser obtida água despoluída. Esta pode, posteriormente, ser utilizada na agricultura, quando lançada nos rios e mares, não causa problemas ambientais


 

ETAR

 

Em alguns dos sistemas integrados de gestão dos resíduos, ão ocorre sempre o aproveitamento de matérias-primas. Mas, este aspecto é essencial parase evitar o esgotamento dos recursos naturais.

Face a esta problemática da gestão dos resíduos, a Comissão Euripoeia propôs a regar dos 3 R's: Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

 

Estes são os 3 R's:

Reduzir o desperdício,
Reutilizar sempre que for possível antes de jogar fora, e
Reciclar, ou melhor: separar para a reciclagem, pois, na verdade, o indivíduo não recicla (a não ser os artesãos de papel reciclado).

O termo reciclagem, tecnicamente falando, não corresponde ao uso que fazemos dessa palavra pois reciclar é transformar algo usado, em algo igual, só que novo.
Por exemplo, uma lata de alumínio, pós-consumo, é transformada, através de processo industrial, em uma lata nova.
Quando transformamos uma coisa em outra coisa, isso é reutilização.
O que nós, como indivíduos, podemos fazer, é praticar os dois primeiros R's: reduzir e reutilizar.
Quanto à reciclagem, o que nós devemos fazer é separar o lixo que produzimos e pesquisar as alternativas de destinação, ecologicamente correctas, mais próximas.

Pode ser uma cooperativa de catadores ou até uma instituição filantrópica que receba material reciclável para acumular e comercializar.

·       Ecopontos - definem-se como uma bateria de contentores com cores diferenciadas, destinados a receber os materiais pré-separados para posterior reciclagem. O de cor azul designa-se por Papelão, o verde por Vidrão, o amarelo por Embalão e o vermelho por Pilhão.

Ecopontos

  • Ecocentros -  são áreas vigiadas dedicadas à recepção de resíduos para reciclagem com um volume de contentorização superior aos ecopontos e, com eventual, mecanização com vista à preparação dos resíduos para encaminhamento para a reciclagem.

 Ecocentros

·       Central de triagem -  é uma instalação industrial para triagem dos Resíduos Sólidos Urbanos, isto é, para a separação de materiais constituintes destinados à valorização e para a separação de matérias constituintes destinadas a tratamento posterior. O Centro foi concebido para o tratamento dos seguintes tipos de resíduos:

Embalagens de papel e cartão: cartão canelado, cartão liso, cartão para bebidas, sacos de papel, jornais, revistas, papel de escrita e impressão

Embalagens de plástico: PET, PET óleos, PEAD, PVC, filmes (sacos de PEBD/PEAD), EPS

Embalagens metálicas: ferrosas (aço) e de alumínio.

Os diferentes materiais são depositados no solo da instalação em zonas delimitadas e identificadas para descarga de papel/cartão e embalagens plásticas e de metal.

Centro de triagem

Trabalho realizado por: Cláudia Fidalgo nº7 8ºA e Sara Machado nº18 8ºA

 

RESÍDUOS
Resíduo ou lixo, é qualquer material considerado inútil, sem valor, gerado pela actividade humana e que precisa ser eliminado.  
 
O termo lixo aplica-se geralmente para materiais no estado sólido. Líquidos ou gases considerados inúteis ou supérfluos, são geralmente chamados de resíduos (líquidos ou gasosos). Porém, os termos lixo e resíduos também podem ser utilizados para descrever respectivamente fluidos e sólidos.
 
 Lixeira
 
Tipos de Resíduos
Lixo orgânico
Lixo orgânico é todo o lixo que tem origem animal ou vegetal, ou seja, que recentemente fez parte de um ser vivo: restos de alimentos, folhas, sementes, restos de carne e ossos, papéis, madeira, etc.Este tipo de lixo também é considerado poluente e quando acumulado,  pode tornar-se altamente inatractivo, mal-cheiroso, em geral devido à decomposição destes produtos. Mas, caso não haja um mínimo de cuidado com o armazenamento desses resíduos cria-se um ambiente propício ao desenvolvimento de microrganismos que muitas vezes podem ser agentes causadores de doenças. O lixo orgânico pode ser decomposto.O principal componente do lixo orgânico é o lixo humano, composto pelos resíduos produzidos pelo corpo humano, tais como fezes e urina. O lixo humano pode ser altamente perigoso, uma vez que pode abrigar e transmitir com facilidade uma grande variedade de vermes, bactérias, fungos e vírus causadores de doenças. O lixo orgânico pode ser  usado como adubo (a partir da compostagem) ou utilizado para a produção de certos combustíveis como biogás, que é rico em metano (a partir da biogasificação).
 
 
 Lixo orgânico
 
Lixo inorgânico
Lixo inorgânico inclui todo o material que não possui origem biológica, ou que foi produzido através de meios humanos, como plásticos, metais e ligas, vidro, etc. Muito do lixo inorgânico possui um grande problema: quando deitadodo directamente no meio ambiente, sem tratamento prévio, demora muito tempo para ser decomposto. O plástico por exemplo, é constituído por uma complexa estrutura de moléculas fortemente ligadas entre si, o que torna difícil a sua degradação e posterior digestão por agentes decompositores. Para solucionar este problema, diversos produtos inorgânicos são biodegradáveis.
 
       Lixo inorgânico

 

Lixo tóxico
Muito do lixo é tóxico. Lixo tóxico inclui pilhas e baterias, que contém ácidos e metais pesados na sua composição, certos tipos de tinta (como aquela usada nas impressora), além de dejectos industriais. Lixo tóxico precisa receber tratamento adequado, ou pode causar sérios danos ambientais  à saúde de muitas pessoas.
Lixo altamente tóxico
Lixo nuclear e hospitalar entram neste conjunto. Estes produtos precisam receber tratamento especial, ou podem causar sérios danos ambientais  à saúde de muitas pessoas. Lixo altamente tóxico deve ser isolado, enquanto lixo hospitalar deve ser incinerado.

 

Lixo hospitalar
Origem
  • Resíduo doméstico: é o formado pelos resíduos sólidos produzidos pelas actividades residenciais e apresenta cerca de 60% de composição orgânica e o restante formado por embalagens plásticas, latas, vidros, papéis, etc.

 

 
  • Resíduo sólido urbano: inclui o resíduo doméstico assim como o resíduo produzido em instalações públicas (parques, por exemplo), em instalações comerciais, bem como restos de construções e demolições.
  • Resíduo industrial: é gerado pelas indústrias, e é geralmente altamente destrutivo ao meio ambiente ou à saúde humana.
  • Resíduo hospitalar: é a classificação dada a produtos sem valor e considerados perigosos, produzidos dentro de um hospital, como seringas usadas, aventais, etc. Por serem perigosos, e conterem agentes causadores de doenças, este tipo de lixo é separado do restante produzido dentro do hospital (restos de comida, etc), e é geralmente incinerado. Porém, certos materiais hospitalares, como aventais que mantiveram constante contacto com raios electromagnéticos de alta energia como raios X, são categorizados de forma diferente (o mencionado avental, por exemplo, é considerado lixo nuclear), e recebem tratamento diferente.
  • Lixo nuclear: composto por produtos altamente radioactivos, como restos de combustível nuclear, produtos hospitalares que tiveram contacto com radioactividade (aventais, papéis, etc), enfim, qualquer material que teve exposição prolongada à radioactividade e que possue algum grau de radioactividade. Devido ao facto de  tais materiais continuarem a emitir radioactividade por longos períodos de tempo, eles precisam ser totalmenteconfinados e isolados do resto do mundo.

 

     Tratamento
Aterro sanitário
 
Aterros sanitários, são a forma mais utilizada para tratamento de resíduos. Utilizam grandes áreas de terra, onde o lixo é depositado. Porém, inutilizam vários materiais que poderiam ser reciclados, além de ser uma fonte de poluição do solo, de rios e lagos e do ar. A poluição  deve-se ao processo de decomposição da matéria orgânica que gera enormes quantidades de biogás, que contém metano e outros componentes tóxicos, e de chorume, líquido contendo componentes tóxicos que flue do lixo para o solo e água (como rios e lagos) da região.

 

Incineradoras
Incineradoras literalmente incineram o lixo, reduzindo-o a cinzas. São altamente poluidores, gerando enormes quantidades de poluentes, como gases que contribuem para o agravamento do efeito de estufa. É o método utilizado para a destruição de lixo hospitalar, que pode conter agentes causadores de doenças potencialmente fatais.
 
  
Compostagem
É um tratamento aeróbico, através do qual a matéria orgânica se decompõe em adubo ou composto.
 compostagem
 
Biogasificação
A biosificação ou metanização é um tratamento por decomposição anaeróbica que gera biogás, que é formado por cerca de 50% de metano e que pode ser queimado ou utilizado como combustível. O resíduo sólido da biosificação pode ser tratado aerobicamente para formar composto.
 
Confinamento permanente
Lixo altamente tóxico e duradouro, e que não pode ser destruído, como lixo nuclear, precisa ser tratado e confinado permanentemente, e mantidos em algum lugar de difícil acesso, como túneis escavados a quilómetros abaixo do solo, por exemplo.
 
 
Reciclagem
Muito do lixo pode ser reutilizado, através da reciclagem, desde que adequadamente tratado, gerando fonte de renda e empregos, além de contribuir contra a poluição ambiental. Outros resíduos, por outro lado, não podem ser reutilizados de nenhuma forma, como lixo hospitalar ou nuclear, por exemplo.
A reciclagem é o processo de reaproveitamento de material orgânico e inorgânico do lixo. É considerado o melhor método de tratamento de lixo, em relação ao meio ambiente, uma vez que diminui a quantidade de lixo enviado a aterros sanitários, e reduz a necessidade de extracção de mais matéria-prima directamente da natureza. Porém, muitos materiais não podem ser reciclados continuadamente (fibras, em especial). A reciclagem de certos materiais é viável, mas pouco  praticada.
 reciclagem
 
 

 

 


trabalho realizado por: Soraia Monteiro  8.ºA N.º21
sinto-me:
publicado por EscolaJNJ às 15:10
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De No's a 18 de Junho de 2007 às 16:02
-O comentario e' para o trabalho da Cla'udia.

O trabalho esta Bom.
A Professora disse para pormos imagens, ela pos so que tanto lixo num trabalho e' muito, "enjoativo em termos de lixo" x'D

Mas o trabalho esta Bom.
Gostamos. ^^

Beijinhos Claudinha.
Continua assim.


By:Ana-maria e Karin.


De Maria Alberta a 3 de Dezembro de 2008 às 10:38
Acho interessante esta ideia e é óptimo para o país.
Parabéns


De Maria Manuela a 3 de Dezembro de 2008 às 10:40
Vais mazé lavar os dentes, nem sabes do que se trata velha!! Falas do que não sabes.....

Burra


De 343242 a 21 de Abril de 2009 às 01:14
lindooo
uiiii
gotoso


Comentar post


.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Blog Action Day

. ...

. Dia 17 de Setembro, lá es...

. Concurso de Páginas&Blogs...

. Lago Tempanos - Patagónia...

. O Lago que está a desapar...

. LIVE EARTH!!!

. Fauna do Parque Natural d...

. Curiosidades...

. Trabalho realizado por: J...

.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.Música

.Planeta Sustentável

.Meio Ambiente Urgente

.Combate ao Aquecimento Global

.Globo Terrestre


.Letras de Músicas


.Contador de Visitas

Web Counter

.Relógio


blogs SAPO

.subscrever feeds